Meu filho passou no vestibular e vai estudar em São Carlos. Como lidar?

Por Rebeca Menezes

Imaginamos a alegria e orgulho que você, pai ou mãe, está sentindo ao ver seu filho ou filha entrar em uma universidade em São Carlos! Provavelmente, a preocupação com essa nova fase também seja grande. Esse momento é extremamente importante na vida dele ou dela, por isso, também é importante que você esteja presente nessa fase, mesmo que distante geograficamente, em que ele vai estudar em São Carlos.

Alguns pontos devem ser observados de perto, detalhes que vão ajudar você e seu filho a passar por esse momento de tantas mudanças e inseguranças.

Seu filho é um universitário e vai estudar em São Carlos.

A mudança de cidade é um fator que gera muita preocupação. Para que você se sinta mais seguro, conheça São Carlos e a universidade junto com seu filho. Leve-o aos lugares que possivelmente serão frequentados, como supermercados, bancos, farmácias, academias, hospitais.

No momento de escolher onde seu filho irá morar, leve em consideração a opinião dele. É muito importante que ele se sinta bem na nova casa para que o processo de mudança não seja tão difícil. Escolha imóveis que sejam próximos da universidade e de fácil acesso aos locais que ele frequentará.

Como acompanhar o desempenho do filho na universidade?

Acompanhe de perto a vida acadêmica de seu filho, entenda o que são os “créditos”, uma palavra que ele usará muito e que te ajudará a entender como estão o ritmo e o rendimento dele no curso. O cumprimento das disciplinas obrigatórias é bastante flexível nas universidades públicas, e é importante que você compreenda tudo que é exigido do seu filho desde já.

Quando estão passando por dificuldades acadêmicas, eles tendem a mascarar a situação em que estão, e conhecer a organização do curso é a única maneira de perceber o que está errado para poder ajudá-lo.

Conversem sobre o que ele está achando do curso, sobre as facilidades e as dificuldades que está enfrentando nas matérias, as diferenças do ensino médio para a graduação. Antes de cobrar um rendimento exemplar, entenda como está sendo a vivência dele no curso e se mostre aberto para ajudá-lo no que for preciso.

Como lidar com o orçamento do filho universitário fora de casa?

Outra dor de cabeça desse momento são os gastos. Jovens, normalmente, por não terem experiência de como utilizar o dinheiro, tendem a gastar o valor disponibilizado pela família de maneira inadequada. Antes que ele se mude, faça alguns acordos com ele sobre a utilização do valor que será disponibilizado.

Estipulem juntos uma média de quanto ele poderá utilizar mensalmente e cumpra com esse acordo. Ele provavelmente cometerá erros nos primeiros meses.

Arcar com as consequências sozinho é uma maneira duradoura de aprendizagem quanto à vida financeira. Uma dica que pode ser útil é pedir para que ele insira os gastos em uma planilha para que o controle dos gastos seja feito e que ele tenha dimensão do quanto ainda pode ou não gastar no mês.

Estudar em outra cidade é um momento importante

A tal da liberdade que eles sempre quiseram chegou, agora que vão estudar em São Carlos! Respeite esse momento da vida dele, converse sobre as dificuldades de estar longe de casa, dos amigos, fale sobre os seus sentimentos e preocupações e ouça os sentimentos e preocupações dele com relação à essa nova fase.

Conversem sobre os limites das festas, não tenha medo de falar com seu filho sobre álcool, drogas, sexo e a importância da prevenção de doenças e gravidez. É muito importante que ele se sinta à vontade para compartilhar com você as impressões que ele terá sobre todos os aspectos do início dessa fase, incluindo as festas e momentos de diversão.

Esclareça que o preço da liberdade é a responsabilidade e, sendo assim, você, como pai ou mãe, irá cobrar que ele tenha um bom desempenho acadêmico e uma rotina saudável.

Lembre-se: ensinar é mostrar como se faz e aprender é fazer do seu jeito. Dê espaço para que ele cometa os erros dele, mas, principalmente, dê espaço para que ele desenvolva maneiras de lidar com as consequências dos seus erros, tendo você sempre ao lado. A distância pode ser catastrófica nesse momento, mas o sufocamento tende fazer com que eles isolem os pais de suas vidas e do que está acontecendo de mais importante para eles. Encontre a medida ideal dessa distância saudável.

A proximidade e a conversa são as principais chaves para que esse período, tão difícil para ambos, seja mais leve e produtivo.

Clique aqui e encontre seu imóvel preferido em São Carlos.

Dúvidas, perguntas?

Entre em contato com a psicóloga Rebeca Menezes através do e-mail: rebeca.menezes@hotmail.com.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *