5 perguntas que você deve fazer ao corretor antes de comprar um imóvel

Para boa parte das pessoas, comprar um imóvel é um passo extremamente importante.

Alguns, inclusive, declaram que essa é uma das decisões mais relevantes da vida.

O motivo é muito simples: ao fecharmos um negócio desse porte, iniciamos uma nova fase — com maior independência financeira e própria para quem deseja formar uma família.

Por isso, é preciso o máximo de cautela ao longo de todo o processo.

Pesquisar bastante, conhecer a fundo as regiões onde se encontram os empreendimentos e explorar ao máximo os diferenciais dos imóveis são alguns exemplos.

E além disso, é essencial conversar e tirar todas as dúvidas com o corretor imobiliário, uma vez que esse profissional será o responsável por guiar você ao longo de cada etapa — da visitação dos locais até a assinatura da papelada.

Mas, afinal, quais questionamentos devem ser feitos para um especialista? Em que momento essas questões são, de fato, pertinentes?

Hoje, em nosso post, mostraremos as principais delas. Continue acompanhando a leitura e descubra como tornar a realização desse sonho ainda mais concreta.

1. Posso negociar o valor do imóvel?

Muitos compradores não fazem ideia, mas vários imóveis são colocados à venda por um preço bem mais alto do que realmente valem.

Diante disso, você pode indagar ao corretor imobiliário se existe a chance de aplicar um desconto exclusivo ou, até mesmo, se o vendedor estaria aberto a uma contraproposta.

Contudo, ao estipular um preço, procure ter cautela para não desvalorizar demais o espaço — sempre fazendo uma pesquisa de mercado antes da oferta.

Também é interessante que a negociação seja vantajosa, de um modo que o acordo não prejudique nenhuma das partes envolvidas.

2. Quero comprar um imóvel. Quais são as formas de pagamento?

Ao comprar um imóvel, podem existir diferentes métodos de pagamento disponíveis aos compradores.

Tudo dependerá da construtora ou do proprietário em questão.

Por exemplo: enquanto em algumas situações há a possibilidade de adquirir o local à vista, em outras, os interessados podem recorrer ao tradicional financiamento imobiliário.

Há ainda, a modalidade “dação”, que é quando o comprador oferece uma outra propriedade, já usada, como parte do valor da compra.

Conhecer a forma de pagamento é um cuidado muito importante e deverá ser analisada com cautela para evitar arrependimentos no futuro.

Até porque, como sabemos, a compra de uma casa própria é um altíssimo investimento e deve estar de acordo com as suas condições financeiras.

3. Preciso me preocupar com gastos extras?

De nada adianta comprar um imóvel caríssimo se, no fim das contas, a sua infraestrutura deixa a desejar. Ou pior: se, após a entrega das chaves, você tiver que se preocupar com reformas e reparos diversos.

Para não viver uma situação como esta, converse com o corretor imobiliário e tire todas as dúvidas a respeito das particularidades do espaço.

Caso o local seja usado, questione quando foram realizados os últimos reparos, se o sistema hidráulico e a iluminação estão em bom estado e por aí em diante.

Existem algumas taxas que podem ser cobradas, especialmente, quando a propriedade está situada em um condomínio. São elas:

  • taxas cobradas no ato da entrega das chaves;
  • taxas de condomínio;
  • fundo de reserva;
  • taxa de IPTU.

De acordo com o empreendimento, o pagamento da conta de água é compartilhado.

Já em outros, essa despesa é calculada individualmente. Mantenha esses detalhes em mente para não ter surpresas e conseguir administrar melhor o seu orçamento.

4. Como está a documentação do imóvel?

Se você encontrou um apartamento incrível e por um preço bem “em conta”, comece a desconfiar.

Em alguns cenários, o valor acessível pode esconder problemas no imóvel, sendo a desordem da documentação um deles.

Espaços com inventários e averbações, por exemplo, devem ser analisados de maneira cautelosa — caso contrário, a negociação poderá render muita dor de cabeça no futuro para o seu comprador.

Caso você não saiba, essa documentação contém todas as alterações e intervenções realizadas anteriormente no espaço desde a sua construção, sendo uma segurança para quem está em busca de um investimento tranquilo e certeiro.

5. Quais são as características do bairro?

No bate-papo com o corretor de imóveis, pergunte também sobre a vizinhança do bairro onde a propriedade está localizada.

À princípio, pode não parecer, mas esse detalhe fará toda a diferença na sua satisfação de compra.

Procure saber se a região é segura, qual a faixa etária dos seus moradores, se existe fácil acesso às principais vias, quais são os espaços de lazer, onde estão os pontos comerciais, entre outras informações relevantes.

Tomando esse cuidado, ficará fácil avaliar se a área consegue suprir as suas necessidades — e de toda a família —, proporcionando mais qualidade de vida e bem-estar para todos.

E então, após essas dicas você conseguiu descobrir o que deve ser perguntado ao corretor imobiliário no momento de comprar um imóvel?

Para solucionar outras questões igualmente importantes, aproveite para entrar em contato conosco e falar com um de nossos especialistas. Será um prazer ajudá-lo a dar esse passo fundamental em sua trajetória de vida!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *